TJ propõe criação de 86 novos cartórios extrajudiciais em Goiás

Projeto de reestruturação apresentado ao governador prevê mudanças em 147 serventias pelo Estado

TJ propõe criação de 86 novos cartórios extrajudiciais em Goiás

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), desembargador Gilberto Marques Filho, apresentou ao governador Marconi Perillo (PSDB), no último dia 28 de novembro, o projeto de lei que promove mudanças no serviço cartorário extrajudicial do Estado de Goiás.

A proposta, adiantada com exclusividade pelo Jornal Opção, prevê a reestruturação de 147 serventias; 43 serão desmembradas, 40 serão criadas e três extintas, resultando em 233 unidades extrajudiciais. Com isso, o Estado contará com acréscimo de 86 novos cartórios.

O projeto segue agora para apreciação da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás e, caso aprovado, quebrará um período de quatro décadas sem qualquer reformulação dos serviços prestados à sociedade. A reestruturação atende a determinações do Conselho Nacional de Justiça.

Atualmente, são 564 serventias no Estado, sendo que na capital, por exemplo, há apenas 18 cartórios de registros e tabelionatos para uma população de 1,4 milhão.

Com a reestruturação, que foi proposta pela atual presidência em parceria com a Corregedoria, o TJ-GO irá abrir vagas para concurso público para preencher as novas serventias. “A meta primordial é beneficiar os usuários, com a maior proximidade e, consequentemente, maior agilidade nos serviços. O setor produtivo também irá ganhar com essa reestruturação, principalmente no interior do Estado”, explica.

Meta primordial beneficiar os usuários, com a maior proximidade e, consequentemente, maior agilidade nos serviços. O setor produtivo também irá ganhar com essa reestruturação, principalmente no interior do Estado.

Fonte: Jornal Opção

TAGS: